Novo Remédio para Emagrecer Lorcaserina Chegou ao Brasil

Novo remédio para emagrecer Lorcaserina acabou de chegar ao Brasil. O medicamento causaria a perda de peso através da ativação de receptores que aumentam a saciedade. Conheça os detalhes.

Remédio para emagrecer Lorcaserina está disponível aos brasileiros para o tratamento do excesso de peso e da obesidade

A Lorcaserina vem sendo usada nos EUA, desde 2012, nos EUA, para o tratamento de emagrecimento, com resultados muito bons. Como consequência, nossas expectativas eram grandes! Entretanto, o tempo foi passando e nada dele chegar… Porém, nos últimos dias, tivemos a informação de que o medicamento já estava disponível.

55,7 % dos brasileiros apresenta excesso de peso

Atualmente, 55,7 % dos brasileiros está com excesso de peso, de acordo com dados publicados pelo Ministério da Saúde em julho deste ano. Isso representa um aumento de quase 31%, se comparado a 2006, onde apenas 42,6% dos brasileiros estava com excesso de peso.

Mulher com fisionomia irritada comprime um "pneu"de gordura abdominal e imagina a possibilidade de usar um remédio para emagrecer.
Aquela sobra de gordura deixa a gente chateada e faz pensar num remédio para emagrecer.

Nome da droga [ genérico]: Lorcaserina

A Lorcaserina é um agonista seletivo do receptor 5-hidroxitriptamina 2C (5-HT 2C)  que é associado à redução da ingestão de alimentos e foi aprovada para o uso em pacientes com excesso de peso [e doenças metabólicas associadas] e obesidade. [serotonina ou 5-hidroxitriptamina (5-HT)] 

O Belviq [este é o nome comercial do medicamento Lorcaserina] está disponível em comprimidos com a dose de 10 mg.

Novo remédio para emagrecer Lorcaserina aumentaria a saciedade

Entende-se que Lorcaserina reduza a ingestão de alimentos através da ativação dos receptores 5-HT via neurônios POMC.

Ela, a Lorcaserina, é altamente seletiva para o receptor 5-HT 2C, com pouco afinidade para os subtipos de receptores 2A e 2B.

A Lorcaserina ativa especificamente o receptor 5-HT 2C que é o responsável pela diminuição da fome. Belviq não estimularia 5-HT 2A e 5-HT 2B.

Este detalhe é muito importante pois é o que vai impedir o surgimento de efeitos colaterais neste tipo específico de medicação: os remédios para emagrecer.

Lorcaserina não apresentaria os problemas que alguns remédios para emagrecer provocaram no passado

Há mais de uma década atrás, a Fenfluramina, um medicamento serotoninérgico não seletivo, foi retirada do mercado. Isso ocorreu em decorrência do desenvolvido de problemas cardíacos em pacientes que utilizaram a Fenfluramina por vários anos. Ou seja, o medicamento que deveria estimular, apenas, o receptor para a saciedade 5-HT 2C, estimulou, também, os receptores 5-HT 2B e 5-HT 2A, gerando as alterações cardíacas.

Moça obesa. sorridente, está confiante no tratamento de emagrecimento.
Pacientes de todas faixas etárias estão esperançosos com a possibilidade de realizar o tratamento da obesidade com o novo remédio para emagrecer Lorcaserina.

A perda de peso com o medicamento Lorcaserina foi avaliada em vários estudos clínicos sobre sua eficácia.

Um dos mais importantes foi o BLOOM: Behavioral Modification & Lorcaserin for Obesity and Overweight Management [Modificação Comportamental & Lorcaserina para Manejo da Obesidade e Excesso de Peso], que pretendia avaliar os resultados do uso do remédio para emagrecer Lorcaserina sobre a perda de peso final, bem como a diminui foi dividido em 2 braços.

  • BLOOM: avaliou indivíduos com excesso de peso e obesidade saudáveis
  • BLOOM-DM: avaliou indivíduos obesos e com excesso de peso e que já apresentavam Diabete tipo 2.

O estudo BLOOM avaliou 3.182 pacientes que não tinham outros problemas de saúde. Desse modo, eles receberam Lorcaserina 10 mg 2 vezes ao dia ou placebo duas vezes ao dia.

O estudo BLOOM-DM avaliou 604 pacientes com sobrepeso ou obesidade e Diabete tipo 2, que receberam Lorcaserina 10 mg 1 x/dia, 2 x/ dia ou placebo.

Efeitos colaterais do novo remédio para emagrecer Lorcaserina

O efeito colateral mais comumente apresentado pelos indivíduos foi dor de cabeça, mais relacionado ao início do tratamento. Outros efeitos colaterais percebidos por aproximadamente 5% dos indivíduos foram náusea, constipação, estufamento abdominal, boca seca e fadiga.

Os estudos também mostraram que não houve aumento do risco de aparecimento de valvulopatia, com o uso da Lorcaserina, como havia acontecido com o remédio Fenfluramina.

Perda de peso com a Lorcaserina [Belviq]

50 % dos pacientes que fez uso do medicamento Belviq atingiu a perda de 5% do peso corporal ao final de um ano.

Referências

*Behavioral Modification and Lorcaserin for Overweight and Obesity Management (BLOOM) Study Group. Smith SR1, Weissman NJ, Anderson CM, Sanchez M, Chuang E, Stubbe S, Bays H, Shanahan WR;  N Engl J Med. 2010 Jul

*Randomized placebo-controlled clinical trial of lorcaserin for weight loss in type 2 diabetes mellitus: the BLOOM-DM study. O’Neil PM, Smith SR, Weissman NJ, Fidler MC; Obesity (Silver Spring). 2012 Jul;20(7):1426-36

*Multicenter, placebo-controlled trial of lorcaserin for weight management. Smith SR1, Weissman NJ, Anderson CM, Sanchez M, Chuang E, Stubbe S, Bays H, Shanahan WR; N Engl J Med. 2010 Jul 15;363(3):245-56

2 comentários em “Novo Remédio para Emagrecer Lorcaserina Chegou ao Brasil”

    • Oi, Bibiana! Tudo bem? O Belviq necessita da prescrição médica para ser vendido pelas farmácias. Ou seja, o uso do Belviq deve ser feito sob orientação e acompanhamento médico. Um abraço, Sandra Bergesch

      Responder

Deixe um comentário